Imigrantes foram marcados com cruz de tinta por policiais

Um grupo de policiais foi denunciado por caçoar de imigrantes, na maioria árabes, que tentavam cruzar a fronteira entre a Bósnia e a Croácia. Segundo informações, eles marcaram a cabeça das pessoas com uma cruz pintada com tinta laranja.

De acordo com informações do jornal Guardian, a maioria dos imigrantes vinha do Paquistão e do Afeganistão e eram muçulmanos. Eles foram capturados por militares e entregues à polícia de Rijeka, terceira maior cidade da Croácia.

Segundo os capturados, os policiais estavam bebendo cerveja e dando gargalhadas enquanto pintavam as cabeças com a tinta, dizendo ser “a cura para o coronavírus”.

Parlamentares da União Europeia, já cientes do acontecimento, agora pedem que uma comissão independente seja instaurada para investigar a denúncia.

Sem mais artigos