(Da redação) – A partir desta terça-feira, 9, os policiais civis de São Paulo realizarão apenas operações padrão. Os agentes entrarão em campanha salarial e vão reivindicar melhores condições de trabalho.

A Adpesp (Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo) informou que serviços como registros de boletins de ocorrência que não sejam de ordem criminal não serão realizados. Essa operação deve durar até a decisão do dissídio coletivo da classe, que está previsto para acontecer daqui duas semanas.

Na última sexta-feira, 5, os policiais se reuniram com representantes do governo, mas não houve um acordo. Eles pediam aumento de salário e melhores condições de trabalho, como adoção de adicional noturno, fixação de 40 horas semanais e critérios claros para promoção. O governo havia oferecido R$ 500 milhões para toda a folha, R$ 50 milhões a mais do que a proposta anterior, mas a categoria continua em greve.

Sem mais artigos