(Da redação) A Justiça decretou a prisão de três policiais que faziam parte da equipe que recuperou quadros roubados do Masp e da Pinacoteca no ano passado. Eles são suspeitos de sequestro e extorsão de dinheiro de um traficante em Peruíbe, litoral sul de São Paulo.

Os três são policiais civis ligados ao Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic). Um deles é delegado e os outro dois são investigadores. A Secretaria da Segurança Pública informou que será instaurado inquérito e processo disciplinar para apurar a conduta dos policiais.

Caso

Há quatro meses, o traficante foragido Paulo Cesar Ferreira de Souza, o "Lina", foi sequestrado pelos policiais. Para continuar em liberdade, eles teriam exigido R$ 200 mil ao bandido. "Vou falar para você, mano, eu estou endividado com todo mundo, "fio"! Aí a gente fecha naquele valor que eu fechei com você ontem, lá", disse o traficante numa conversa telefônica com os policiais.

"Não, não quero fechar nada, não. Vou falar com os caras aqui primeiro, tio! Sou eu e um monte aqui. Eu vou conversar com meu pessoal aqui, vou ver o que eles falam, mas é muito difícil, viu tio?!", respondeu um dos policiais.

O esquema teria sido fechado por R$ 50 mil e o dinheiro foi deixado à beira de uma rodovia.

A promotoria afirma que as conversas foram interceptadas por outro departamento da Polícia Civil, o Denarc (Departamento de Investigações sobre Narcóticos). Testemunhas e o próprio traficante também foram ouvidos.

Novo discador V2. Navegue pela Internet e ganhe grana!
Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está há um clique daqui!
A enciclopédia do porquê. Aqui você começa com uma dúvida e termina com várias. Clique!

Sem mais artigos