Professora de Física é selecionada para programa acadêmico em Genebra

A professora de física, Pamella Aline de Almeida, de 27 anos, está entre os 20 nomes selecionados para visitar a sede do Conselho Europeu de Pesquisas Nucleares (CERN), em Genebra, na Suíça. O Conselho, criado em 1954, possui 22 países participantes, incluindo Israel como país não membro.

> Siga o novo Instagram do Virgula! Clique e fique por dentro do melhor do Entretê!

Aqui no Brasil, o comitê promove a Escola de Física CERN, programa destinado a professores de física, no qual são oferecidas visitas às suas instalações e laboratórios, além de cursos sobre tópicos de Física de Partículas, ministrados no idioma dos participantes.

Entre os dias 4 e 12 de setembro, diversos experimentos estarão disponíveis para estudo, mas o grande destaque fica para o LHC – do inglês Large Hadrons Collider, ou Grande Colisor de Hádrons, maior acelerador de partículas do mundo.

O LHC é o acelerador mais poderoso do mundo, atingindo 99% da velocidade da luz. Mas o que isso significa? “Para a física, nada possui velocidade maior que a luz, por isso, para que alguns experimentos tenham precisão nos resultados, é necessário chegar o mais próximo possível dessa velocidade, o que não é nada fácil”, explica Pamela.

A grande descoberta do acelerador completa dez anos em 2022, e é chamada de Bóson de Higgs, partícula do mundo subatômico e um dos blocos elementares que ajudam a responder duas das principais perguntas da humanidade: de onde viemos e do que somos feitos? Ganhadora do Nobel de Física em 2013, a comprovação da sua existência é considerada uma das maiores conquistas da física moderna.

“Demorou muito para a ficha cair de que meu nome estava na lista. É um grande privilégio, porque nós vamos aprender sobre física de partículas na prática. Estamos tendo a chance de levar professores brasileiros a um dos locais com a maior tecnologia no mundo”, afirma a educadora. “Temos a chance de mostrar a capacidade dos profissionais da educação do Brasil. Um dos maiores retornos é poder trazer para os alunos a sensação de que eles podem conquistar o que eles desejam em suas respectivas carreiras, além do material que vamos oferecer após essa experiência”.

Para incentivar e reconhecer o trabalho da professora, a rede do Colégio Adventista da região do ABCDM e Baixada Santista arcou com uma parte dos gastos, oferecendo uma ajuda de custo para cobrir a passagem aérea, mala e uniforme.

No dia 26 de agosto, Pamela embarca com a equipe de professores para Portugal para uma programação mais livre, focada em passeios culturais, com direito a palestras na Universidade de Lisboa. No dia 3 de setembro, o time chega em Genebra para iniciar os estudos no CERN junto aos renomados mestres de física da área.

Professora de Física é selecionada para programa acadêmico em Genebra

Sem mais artigos