(Da redação) – Nove pessoas foram presas na madrugada desta segunda-feira, 1º, no interior de São Paulo. A quadrilha é acusada de participar de um esquema que causou o prejuízo de R$ 63 milhões em desvio de remédios no Estado.

Os envolvidos gastaram o dinheiro na compra de medicamentos fora do protocolo do Ministério da Saúde. Os remédios, usados no tratamento da doença de pele psoríase, não eram disponibilizados gratuitamente pelo governo.

As fraudes eram realizadas na Região de Marília. Os criminosos convenciam pessoas portadoras da doença a entrarem com ações contra o governo para conseguir a medicação. Entre os presos localizados pela Operação Garra Rufa, realizada em conjunto com Secretaria de Saúde de São Paulo, estão médicos, representantes comerciais e advogados.

Novo discador V2. Navegue pela Internet e ganhe grana!

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está há um clique daqui!

Sem mais artigos