Contextualizar o centenário da Semana de Arte Moderna de 1922, esse é o objetivo do “Rolê 22”, que reunirá uma série de ações para oferecer outras visões sobre o que entendemos por legado. O Rolê 22 acontece no dia 23 de abril de 2022, na semana da invenção do Brasil.

Na data, o Rolê 22 acontece na aldeia Tabaçu Ypo (em Peruíbe). Participam a anfitriã e morubixaba da aldeia Itamirim (atriz e cantora, morubixaba na Aldeia Tabaçu Reko Ypy (SP); Auá Mendes (indígena do Povo Mura, artista, Manauara); Juão Nyn (multiartista potiguar(a), ativista comunicador do movimento Indígena do RN); e Edgar Kanaykõ Xakriabá (mestre em Antropologia pela UFMG, do povo indígena Xakriabá – MG). Essa prosa será mediada por Jaíra Potï (RN/SP), artivista e coordenadora do Rolê 22.

Haverá intervenções musicais entre as falas dos participantes, feitas por Kaê Guajajara (artivista indígena, do povo Guajajara (MA)), acompanhada de Kandu Puri, que além de poeta é também rapper e artesão do povo Puri. O encontro será presencial, porém sem a presença de público, que poderá conferir tudo online, no site oficial e no Instagram do projeto.

O projeto tem realização do Governo do Estado de São Paulo através da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e CPBrazil.

Rolê 22 faz reflexão sobre a Semana de Arte Moderna de 1922 sob outros pontos de vista

Sem mais artigos
Sair da versão mobile