(Da redação) – Desde o vencimento do contrato de fornecimento dos radares de São Paulo, em 6 de agosto, a cidade está sem nenhum radar móvel de controle de velocidade. O retorno da fiscalização está previsto para novembro, após as eleições.

Sem os 26 radares móveis, a fiscalização eletrônica na cidade foi feita por 40 radares fixos e cem lombadas eletrônicas e sensores fotográficos.

Para completar, o contrato de fornecimento e de gestão dos 40 radares fixos de São Paulo venceu anteontem e a nova empresa contratada só dispõe, atualmente, de dez aparelhos em condições de entrar em operação.

Em nota, a CET afirmou ainda que a Engebrás, antiga prestadora do serviço, manterá os 40 radares em funcionamento até a substituição do sistema pela Splice, vencedora da nova licitação e já contratada. A Engebrás nega –diz que os radares estarão desligados hoje.

Vestibular 2009 Centro Universitário Senac. Clique e inscreva-se.

Publieditorial: Mulher cria vestido que vira porta pra comer BIS escondida

Novo discador V2. Navegue pela Internet e ganhe grana!

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está há um clique daqui!

Sem mais artigos