cachorro-dono

Se você tinha alguma dúvida de que o cão é o melhor amigo que uma pessoa pode ter, ela acabará com essa história emocionante. Pois é incrível o poder de transformação que George, um cachorrinho da raça staffordshire bull terrier, teve na vida de seu dono, o artista plástico John Dolan, de 43 anos, que vive na Inglaterra.

Ex-presidiário e viciado em heroína, John beirava o insustentável. Ainda jovem, começou a acumular passagens em instituições para reabilitação,  rapidamente substituídas por temporadas em presídios de Londres. Os roubos se tornaram cada vez mais constantes, e serviam de sustento da dependência química. Após 10 anos desempregado, sem perspectivas e ignorado pela família, John conheceu George, o bull terrier que herdou de um casal de amigos, também moradores de rua.

A afinidade entre os dois foi imediata. Ambos sabiam bem o que era se sentir rejeitado, solitário e inseguro. Pela primeira vez na vida, ele tinha com quem se preocupar. Precisava agir para dar de comer ao cachorro. Graças a George, o “safado”, como John chamava o cachorro, ele voltou a desenhar.

Instalado na Shoreditch High Street, John posicionava George atrás de um copo para que os transeuntes deixassem algum dinheiro. O bull terrier foi incorporado ao desenho e se tornou marca registrada dos trabalhos de John. O traçado detalhado de prédios, feito com uma simples caneta, chamou a atenção de Howard Griffin, um marchand representante de vários artistas. Daí para frente, matérias e exposições em galerias conceituadas colocaram o nome do John em evidência em Londres, e também no exterior. FINAL FELIZ! <3

Sem mais artigos