Técnico do Oakland é acusado de saudação nazista

O técnico Ryan Christenson, do Oakland Athletics, um famoso time de beisebol dos Estados Unidos, foi acusado de imitar a saudação nazista depois de vencer o Texas Rangers na Liga Nacional do país, a MLB.

Depois do fim do jogo, Ryan estendeu o braço para comemorar a vitória. O gesto se assemelhou muito ao que Hitler e outros alemães usavam na Alemanha nas décadas de 30 e 40.

O treinador do Oakland decidiu esclarecer o gesto depois da cena ganhar repercussão nacional e também mundial pelas redes sociais. Segundo ele, a pose era para marcar o distanciamento social dele para os jogadores.

Muitas pessoas no país tomaram as respostas de Christenson como desculpa e pediram a demissão do treinador pela equipe.

Sem mais artigos