O transgênero Chase Culpepper, de 16 anos, passou por uma situação chata em março deste ano. O jovem foi forçado a remover a maquiagem para tirar foto da carteira de motorista.

Segundo afirmou Culpepper ao jornal The Huffington Post, os funcionários do Departamento de Veículos Motorizados da Carolina do Sul, nos EUA, disseram que ele não tinha a aparência que um menino tem que ter e chamaram sua maquiagem de “disfarce”.

A história teve tanta repercusão que Chase ganhou o apoio do grupo de direitos transgêneros Transgender Legal Defense & Education Fund, e quer poder tirar uma fotografia maquiado para o documento.

“Isso é quem eu sou, e minha roupas e maquiagem refletem isso. O Departamento de Veículos Motorizados não deveria ter me forçado a remover a maquiagem simplesmente porque minha aparência não atende às suas expectativas de como um rapaz deve se parecer. Só quero a liberdade de ser quem sou, sem o departamento me dizer que, de alguma forma, não sou bom o suficiente”, completou.

O grupo de direitos transgêneros enviou uma carta para o Departamento de Veículos Motorizados da Carolina do Sul afirmando que direitos constitucionais do adolescente foram violados.

Já o Departamento de Veículos Motorizados alega que existe uma cláusula que diz que “em nenhum momento, o candidato pode ser fotografado quando parece que ele ou ela está propositadamente alterando sua aparência para que a foto deturpe sua identidade.”

Sem mais artigos