(ANSA) O governo da Grã-Bretanha acusou o príncipe Charles, herdeiro do trono britânico, de ignorar os problemas dos países mais pobres do mundo, ao atacar a produção de alimentos transgênicos.

O ministro do Meio Ambiente, Phil Woolas, declarou que o governo tem a "responsabilidade moral" de investigar se os grãos geneticamente modificados podem aliviar a fome nos países em desenvolvimento. "Nós vemos isso como parte de nossa ajuda estratégica para a África", disse Woolas

Na semana passada, Charles afirmou que os alimentos transgênicos "são experimentos gigantescos com a natureza e com a humanidade que podem terminar muito mal". Entretanto, o ministro britânico disse que seu governo continuará insistindo com esse tipo de produto e desafiou Charles a mostrar evidências que justifiquem suas críticas.

Sem mais artigos