A crítica mais comum às faculdades particulares é que, além de formarem alunos com maior facilidade, acabam se tornando um grande “comércio” – razão pela qual são abertas milhares de faculdades pelo país, muitas de péssima qualidade. É uma argumentação válida – especialmente em se tratando de faculdades que nem sequer são aprovadas pelo MEC -, mas que não pode ser aplicada a todos os casos. Ao exigir que as escolas privadas tivessem um bom nível de ensino, o Ministério da Educação obteve resultados excelentes.

As faculdades particulares, por oferecerem bons salários e condições de trabalho melhores, passaram a atrair, em ritmo crescente, os professores das universidades públicas. A cobrança na faculdade paga é maior, porque os alunos estão tirando dinheiro do bolso e exigem professores qualificados.

Relação preço e qualidade

Sem mais artigos