O Ibmec Educacional, que tem unidades em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Belo Horizonte, cobra uma das mais altas mensalidades do mercado educacional, em torno de 1.200 reais. No entanto, o instituto oferece ambiente de estudo em que há um computador por aluno – contra, por exemplo, um para cada grupo de trinta alunos na Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (USP), além de ter obtido nota A no Exame Nacional de Cursos, o popular Provão.

Uma pesquisa feita pela Franceschini Análises de Mercado, com mais de 1.000 executivos, mostra que a imagem que as pessoas tinham das faculdades pagas está mudando. Segundo o levantamento, realizado nas maiores empresas do país com sede no Estado de São Paulo, 77% dos profissionais que ocupam postos de alto e médio escalão – presidência, diretoria e gerência – formaram-se em faculdades particulares.

Qual á a melhor hoje? Públicas ou particulares?

Sem mais artigos