Rainhas de bateria do Rio - Antônia Fontenelle ocupa cargo que já foi de Monique Evans na Mocidade

Antônia Fontenelle, rainha de bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel

Nem Adriane Galisteu, Luma de Oliveira ou a Miss Brasil Priscila Machado. Desde de que Andréa de Andrade foi destituída do cargo de rainha de bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel, muito se especulou de quem seria a nova detentora da coroa que um dia já foi de Monique Evans. Mas, quem acabou levando o cobiçado posto foi Antônia Fontenelle. Segundo a atriz, o convite partiu do próprio presidente da agremiação, Paulo Viana.

Ainda segundo Antônia Fontenelle, ela encara a responsabilidade de pisar na Marquês de Sapucaí à frente dos ritimistas do Mestre Odilon com um dos maiores desafios já enfrentados. Para ela, a passagem da bateria é o momento mais esperado dos desfiles e estar abrindo alas para eles é uma grande honra.

Para não fazer feio, a esposa de Marcos Paulo, revela que está fazendo aulas de samba, treinos de academia e seguido uma dieta rigorosa.

Com o título “Por ti, Portinari, rompendo a tela, a realidade”, a Mocidade vai fazer uma homenagem ao pintor Candido Portinari. A agremiação e será a quarta escola a desfilar, no domingo (19 de fevereiro)

Rainhas de bateria do Rio - Antônia Fontenelle ocupa cargo que já foi de Monique Evans na Mocidade

Sem mais artigos