“Toda mulher que gosta de samba quer ser rainha de bateria. Ainda mais se for da Grande Rio”. Assim Carol Nakamura revelou o sonho de ocupar o cargo que já foi de Deborah Secco, Susana Vieira, Grazi Massafera, Paola Oliveira, Cris Vianna e hoje é de Ana Furtado.

Polêmicas a parte, a assistente de palco do “Domingão do Faustão”, da Rede Globo, reconhece que ainda não é a hora de assumir a coroa da bateria do Mestre Ciça. Há três anos na escola de Caxias, a japinha, que é destaque de chão, se diz orgulhosa por poder fazer parte de uma das agremiações mais queridas do Rio de Janeiro.

Para não fazer feio na Passarela do Samba, Carol, que também é bailarina, confidenciou para o Virgula Carnaval que faz aulas de samba: “Meses antes do desfile começo a frequentar aulas com passistas da comunidade para poder pegar o charme e os trejeitos que só elas têm”.

Representando a força das mulheres no enredo “Eu acredito em você! E você?”, a beldade promete pisar na Marquês de Sapucaí com uma fantasia ousada, mas cheia de glamour. Oh, loko, bicho! Pode isso, Faustão?

Sem mais artigos