Se você também já cansou das exposições de artes plásticas e visuais que dão sono porque seguem o esquema básico de sempre, prepare seus pés para a Move!Plasticity. Literalmente.

O evento é uma coisa que mistura arte, moda, tecnologia e performance, e reúne instalações criadas especialmente para esta expo, por cinco artistas.

São eles: Ryan McNamara, Rob Pruitt, Eli Sudbrack, Valeska Soares e o Banzai Studio (Rimon Guimarães e Luciano Ferrarez). Os dois primeiros são americanos; Eli, Valeska e o povo do Banzai são brasileiros.

Sob a curadoria da norte-americana Cecilia Dean (criadora da revista Visionaire), os artistas fizeram instalações interativas e o público é mais do que convidado para “entrar” nelas. Isso mesmo: o público vai participar, calçando coisas, dançando, atuando, performatizando, etc.

Ryan McNamara, o “príncipe saltimbanco da arte performática de downtown NY”, vem com uma instalação de pernas coreografadas a la era de ouro de Hollywood.

Sensorial, psicodélico, futurista: esse é Eli Sudbrack, líder do coletivo AVAF (AssumeVividAstroFocus) e um dos mais conhecidos e respeitados artistas brasileiros na arte internacional.

Valeska Soares apresenta uma instalação na qual atores transformam um bloco sólido de 12 kg de caramelo em uma escultura.

Humor, prazer sem culpa, passarela virtual: com Rob Pruitt, e graças a efeitos especiais, o espectador será transportado a uma variedade de cenários e backgrounds diferentes.

E o Banzai Studio chega com uma instalação vídeo-interativa, onde o público interage com uma escultura. Ou seja: só indo para ver e sentir. Vamos?

MOVE!PlasticityLounge da Bienal de São Paulo
De 4 a 9 de novembro
Horário: terça, quinta, sexta e domingo, das 9h às 19h (entrada até 18h); quarta e sábado, das 9h às 22h (entrada até 21h)
Av. Pedro Álvares Cabral – Portão 3
Entrada Franca

Sem mais artigos