O ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, anunciou nesta quinta-feira (7), em Angra dos Reis, no litoral sul fluminense, que o governo federal vai liberar em caráter emergencial R$ 80 milhões para obras no município. O dinheiro será usado para reconstruir casas destruídas atingidas pelos deslizamentos de terra, realocar famílias que vivem em áreas consideradas de risco e recuperar encostas, principalmente nas áreas mais afetadas pelas chuvas da virada do ano, que provocaram a morte de pelo menos 52 pessoas na cidade.

“Evidentemente que o governador [do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral] deverá apresentar projetos mais amplos, envolvendo projetos e obras de maior amplitude. A determinação do presidente Lula para que estivéssemos aqui hoje era para apresentar soluções rápidas e imediatas e é o que estamos fazendo”, disse Geddel.

“O ministro das Cidades [Marcio Fortes] também já se comprometeu a analisar os projetos que serão levados pelo governo do Rio de Janeiro, no sentido de incluir no projeto Minha Casa, Minha Vida soluções ainda mais abrangentes para essa questão das moradias, que é o principal problema neste momento”, acrescentou o ministro.

Ele fez as declarações no Quartel Central do Corpo de Bombeiros de Angra dos Reis, depois de sobrevoar o Morro da Carioca, no centro do município, onde 21 pessoas morreram, e a Praia do Bananal, na Ilha Grande, acompanhado de Marcio Fortes, Sérgio Cabral e do vice- governador do Rio, Luiz Fernando Pezão.

Na ocasião, Cabral lembrou que os recursos anunciados dizem respeito apenas a obras emergenciais, uma vez que somente no próximo dia 13 o estado vai apresentar ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva um conjunto de ações tanto para Angra dos Reis como para a Baixada Fluminense, também castigada pelas chuvas.

“São questão diferentes, que envolvem valores diferentes, uma de emergência e outra de prevenção. A de emergência envolve os recursos que estão sendo anunciados e a de prevenção será tratada no dia 13 com o presidente Lula.”

De Angra dos Reis, os ministros e o governador seguiram para a Baixada Fluminense. Depois de sobrevoarem as principiais áreas atingidas pela chuva, eles se reunirão, na Refinaria Duque de Caxias (Reduc), com os prefeitos dos municípios mais afetados.

Governo federal vai liberar R$ 80 milhões em caráter emergencial para Angra dos Reis

Sem mais artigos