Consagrado mundialmente nas telas de cinema, o ator Johnny Depp já aprontou das suas na época em que ainda era criança. Em matéria publicada na última sexta-feira (14), pelo Showbiz Spy, o site afirmou que o artista admitiu que a cena em que põe álcool na boca e ateia fogo no filme O Diário de um Jornalista Bêbado, não teria sido a primeira vez para ele, lembrando de uma experiência bizarra na infância.

“Eu consegui cuspir um pouco de fogo quando era garoto, só que a gasolina se espalhou e minha cabeça se incendiou como uma tocha. É uma coisa estranha quando sua cabeça está pegando fogo. Você tende a entrar em pânico em primeiro lugar. E então, quando o pânico se instala e você não consegue se livrar dele, você corre. Isso é a pior coisa que se pode fazer. Um amigo meu, um cara chamado Bones, conseguiu apagar o fogo. Ele salvou minha vida”, declarou.

Apesar de passar por esse enorme susto, Depp disse ter gostado de repetir o truque no novo longa, no qual interpreta o jornalista Paul Kemp. “Eu estava muito animado naquela noite, com a possibilidade de realmente vomitar fogo”, brincou.

Johnny Depp ateou fogo em si mesmo na infância

Sem mais artigos