Para os investigadores do acidente de carro que matou Paul Walker, o ator e seu amigo Roger Rodas não estavam apostando corrida contra outro carro. As informações são da Associated Press, divulgadas no site americano Entertainment Weekly.

“Nós recebemos evidências oculares de que o Porsche estava correndo sozinho em alta velocidade”, disse a delegacia do condado de Los Angeles responsável pelo caso em uma declaração nesta segunda (2). “Nenhuma testemunha nos contatou para falar de um segundo veículo”.

Walker e seu amigo morreram neste sábado (29) quando o Porsche de Rodas bateu em um poste de luz e uma árvore, e então pegou fogo.

Por enquanto, os investigadores estão consultando vídeos de câmeras de segurança, falando com testemunhas e analisando evidências físicas.

Sem mais artigos