O lateral francês Eric Abidal, que disputou a Copa do Mundo como titular na zaga da seleção, criticou a postura de seu país durante a competição na África do Sul. Segundo o atleta, as atuações francesas foram um desastre e avisa que a equipe precisa virar a página.

“Todos fomos culpados por essa situação, os jogadores e o técnico. Nós, atletas, tentamos jogar bem, mas o ambiente no vestiário também não era bom”, admitiu em entrevista coletiva.

O lateral, que com os ‘Bleus’ atuou como zagueiro, contou que pediu ao técnico Raymond Domenech para não jogar a última partida, contra a África do Sul, já que, segundo ele mesmo, não estava preparado mentalmente.

“Tudo foi muito desagradável. Havia uma guerra entre o treinador e a imprensa e talvez os jogadores pagaram por ela”, opinou Abidal, que não pensou em renunciar à seleção e se colocou à disposição do novo técnico, Laurent Blanc.

Abidal admitiu que sofria com sua seleção até nos treinamentos: “as atividades não eram iguais. Aqui (no Barcelona) eu aproveito e me sinto feliz a cada dia por poder vir treinar”.

Abidal culpa todos pelo fiasco da França e diz que Copa foi desastre

Sem mais artigos