<br>
Acosta ganhou fama no país ao ser vice-artilheiro do Campeonato Brasileiro do ano passado, com 19 gols, pelo Náutico.

Alguns meses depois, agora como a principal contratação do Corinthians para tentar voltar à Série A, o uruguaio reconhece que existe diferença entre o Timbu e o Timão.

“A pressão é outra. Lá, você empatava ou perdia e não acontecia nada. Aqui é diferente. A torcida não quer saber se fiquei cinco dias sem treinar no começo da pré-temporada. Ela só olha como você está dentro de campo”, afirma.

Sem mais artigos