<br>
Os muros do Parque São Jorge apareceram pichados na manhã desta sexta-feira. As frases pediam a saída dos jogadores Acosta e Lulinha e cobravam o título da Copa do Brasil, único torneio que o Corinthians ainda disputa neste semestre. O técnico Mano Menezes condenou a atitude e pediu mais respeito aos atletas.

"Fora, Acosta", "Fora, Lulinha" e "Copa do Brasil é obrigação" foram as frases pichadas pela torcida corintiana. Os dois jogadores não vivem bom momento no time. O uruguaio foi o principal reforço do time para esta temporada e ainda não engrenou na equipe. Enquanto Lulinha, que foi alçado da categoria de base ano passado, não apresenta um bom futebol.

Mano Menezes condenou a aitude dos torcedores corintianos. "A gente não pode escolher comportamento de torcedor. Prefiro que tenha consideração com os jogadores e respeito. Gostaria que entendessem as dificuldades e deixassem para os diretores tomarem esse tipo de decisão, de quem jogo ou não. O papel deles é incentivar o Corinthians, assim como essa maravilhosa torcida está fazendo", comentou em entrevista à <i>TV Bandeirantes</i>.

LEIA MAIS
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/novo/nota.php?ID=24665>Mano nega decepção com elenco do Corinthians

Sem mais artigos