<br> Após ter sido alvo de polêmica por ter posado nua para uma revista masculina e pedir publicamente para voltar a atuar nos gramados, a bandeirinha Ana Paula de Oliveira vai ter de passar por um teste de “reação do público” para poder voltar a bandeirar. Quem disse isso foi o presidente da Comissão Nacional de Arbitragem, Sérgio Corrêa, que concedeu uma entrevista ao site <i>Globo.com</i>.

Corrêa diz que ela terá de retornar à “escolinha”, como todos os árbitros que cometem erros grosseiros.

“Ela encaminhou um documento à Comissão Nacional de Arbitragem pedindo licença até o fim de setembro. Por isso, no momento, está indisponível. Nós aceitamos o que foi pleiteado. Mas, agora, ela terá que passar por testes físicos e teóricos. A Ana Paula já foi aprovada no teste teórico, com uma nota relativamente alta. E vai fazer, neste mês, os exames de condicionamento físico. Depois disso, vou encaminhar um relatório à Fifa, que irá decidir se ela voltará ao quadro arbitral ou não. Não vejo problema algum de ela ter posado nua e continuar trabalhando conosco. A Ana não sofre discriminação”, afirma o presidente.

Segundo ele, Ana Paula terá que passar por um teste de “reação do público” para poder voltar a bandeirar.

“O Coronel Marinho (presidente da Comissão de Arbitragem da FPF) me disse que planeja, a principio, escalá-la em jogos da Segunda Divisão de São Paulo para saber qual será a atitude do público. Assim, teremos certeza se a exposição excessiva dela na mídia foi prejudicial ou não”, finaliza Correâ.

<b>Leia também:
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/novo/nota.php?ID=20586>Afastada após ensaio, Ana Paula pede para voltar a campo!</a>

Sem mais artigos