Quem não se lembra?

Quem não se lembra?

Onde você estava naquele dia 28 de dezembro de 2013? Você provavelmente estava se preparando para passar um bom fim de ano e… pobre Anderson Silva. Aquele chute na canela de Chris Weidman não sai da cabeça de qualquer brasileiro que estava assistindo à luta.

Hoje recuperado completamente da lesão, Anderson Silva tem luta marcada para daqui uma semana, no dia primeiro de fevereiro. A luta será contra Nick Diaz e, caso vença, credenciará novamente o Spider para disputar o cinturão.

Se você se desiludiu com o MMA após a lesão de Anderson Silva e parou de acompanhar o UFC, aqui vai um resumão do que aconteceu de lá pra cá:

Cinturões brasileiros

Cinturão dos pesados que estará em disputa

No evento seguinte ao da lesão de Anderson Silva o brasileiro já teve que passar por momentos de adrenalina de novo: uma dupla defesa de cinturão com José Aldo e Renan Barão.

Felizmente para o Brasil, Barão nocauteou Urijah Faber e José Aldo venceu por decisão unânime Ricardo Lamas.

Renan Barão, porém, perdeu o cinturão para TJ Dillashaw na defesa seguinte, no UFC 173. O evento principal da noite acabou com um nocaute técnico do americano em cima do brasileiro.

José Aldo seguiu defendendo seu cinturão e atualmente tem luta marcada contra o falastrão irlandês Conor McGregor.

Uma grata surpresa foi o cinturão dos peso-pesado, mesmo que interino, conquistado por Fabricio Werdum. Ele lutaria contra o mexicano Cain Velasquez, que se lesionou e deu lugar a Mark Hunt. O mexicano agora tem até junho para se recuperar da lesão e disputar o cinturão definitivo com Werdum. Caso isso não ocorra, o cinturão definitivo fica com o brasileiro.

O quadro de cinturões do UFC tem sete estadunidenses e apenas dois brasileiro agora, além das duas americanas campeãs do UFC feminino. Veja o quadro geral de cinturões:

Masculino

Peso Pesado:  Cain Velasquez (definitivo)/Fabricio Werdum (interino)

Meio-Pesado: Jon Jones

Peso Médio: Chris Weidman

Meio-Médio: Robbie Lawler

Peso Leve: Anthony Pettis

Peso Pena: José Aldo

Peso Galo: T.J Dillashaw

Peso Mosca: Demetrious Johnson

Feminino

Peso Galo: Ronda Rousey

Peso Palha: Carla Esparza

Próximas disputas de Cinturão

UFC on FX Weigh-in

Vitor Belfort vai tentar destronar o americano Chris Weidman, que já bateu Anderson Silva e Lyoto Machida, no dia 28 de fevereiro. Vai ser a primeira luta do brasileiro após a proibição de tratamento com TRT que o brasileiro fazia. O tratamento foi banido pois ele aumentava o nível de testosterona do atleta, o que muitos consideravam doping.

Rafael dos Anjos enfrenta Anthony Pettis no dia 14 de março. Na organização desde 2009, é a primeira chance de cinturão que Rafael terá na sua carreira. Seu cartel é de 23 vitórias e apenas 7 derrotas.

Renan Barão vai tentar a revanche contra T.J Dillashaw no dia 25 de abril. Renan tem tudo para tomar de volta o cinturão e já mostrou mais de uma vez que tem total condições de ser mais um brasileiro campeão do UFC.

José Aldo vai defender seu título contra o palhaço irlandês Conor McGregor no dia 23 de maio. Lembrando muito o estilo de Chael Sonnen contra Anderson Silva, essa luta tá esquentando faz tempo e promete ser histórica, não percam!

Fabricio Werdum tem luta marcada contra Cain Velasquez para o dia 13 de junho de 2015, no UFC  188.

Polêmicas

 

Entrevista vai ao ar nesta segunda-feira, pelo canal Fox Sports

Entrevista vai ao ar nesta segunda-feira, pelo canal Fox Sports

Caso Jon Jones

O UFC é conhecido por seus atletas extremamente provocativos, mas muito dificilmente algum desses atletas se envolve em polêmicas. Até por isso foi surpreendente quando um campeão da organização e considerado por muito o melhor atleta de MMA de todos os tempos foi flagrado pelo uso de cocaína.

Ninguém esperava, ninguém imaginava. Do dia pra noite, Jon Jones anunciou que iria para uma clinica de reabilitação e um de seus testes deu positivo para o uso de cocaína. Na mesma hora muitos atletas se posicionaram em solidariedade ao campeão e outros o criticaram.

Passada a turbulência, Jones explicou que não é e nunca foi viciado em cocaína. Ele classificou sua atitude como uma escolha idiota e isolada. O campeão passou apenas uma noite na clinica e foi multado em R$ 100 mil.

Falastrão irlandês

Quando achávamos que o legado de Chael Sonnen tinha acabado junto com aquela joelhada que Anderson Silva acertou na fuça do americano, chega Conor McGregor falando um monte de groselha contra José Aldo e se promovendo em cima disso.

José Aldo estava assistindo à luta em que Conor venceu contra Dennis Siver e o credenciou para a disputa do cinturão. O brasileiro foi surpreendido , porém, com a ação teatral e ridícula do irlandês: após Conor achar José Aldo na plateia ele foi furiosamente pra cima do brasileiro, pulando o octógono e tendo que ser contido por seguranças enquanto berrava e tentava intimidar o campeão. Olha só como José Aldo ficou com medo:

https://www.youtube.com/watch?v=aCviO4rdtMc

Além dessa demonstração ridícula, o irlandês mostrou total falta de respeito acompanhado de um discurso cheio de preconceito ao dizer que José Aldo “parecia só um brasileiro magricelo da favela”. Aí fica a pergunta, McGregor: um brasileiro magricelo de favela já defendeu sete vezes o cinturão, mas quem é você?

Ah, e só um aviso: cuidado com o queixo.

Sem mais artigos