Ele treinava um elenco que tinha diversos dos melhores jogadores do mundo no Real Madrid, como Casillas, Sergio Ramos, Khedira, Özil e Cristiano Ronaldo. Mas alguém se lembra de tantos elogios? Há cinco meses no Chelsea, o técnico José Mourinho parece abismado com as características dos jogadores brasileiros de seu elenco.

Na semana passada, foi Ramires o homem da vez (relembre aqui). O português rechaçou qualquer possibilidade de vender e o meia, afirmando-o que o seu camisa 7 “não tem preço”. Agora, após a vitória dos londrinos sobre o West Ham United por 3 a 0, em que Oscar fez um gol, o comandante se rendeu ao talento do ex-Internacional.

“O Oscar é fantástico. Não importa aonde, se joga no meio ou nos lados. Ele trabalha duro, recupera a bola, pressiona e dificulta o jogo dos nossos adversários e, quando tem a bola, é capaz de dar assistências e de fazer gols”, disse, em coletiva de imprensa após a partida em que o brasileiro marcou um dos gols.

Depois, o português falou sobre as características físicas de seu jogador, que tem 1,80m e somente 66 quilos.

“Ele é muito jovem. Não é fácil ter sucesso nesse país quando você tem esse talento e esse físico, porque ele tem uma compleição frágil, como você pode ver. Seu talento é incrível e ele só tem a melhorar”, completou.

Outro que mereceu elogios foi o atacante Samuel Eto’o. O camaronês, que chegou um pouco depois de Mourinho ao clube, tem jogado bem e ajudado o time.

“O Eto’o segura a bola, espera pelo apoio. Ele não é obcecado por marcar gols, é obcecado por jogar futebol. Sem ser o rápido matador que era há quatro ou cinco anos, ele tem qualidade e tem feito grandes contribuições pela maneira que queremos que ele jogue”, explicou Mourinho.

Sem mais artigos