O meia Haris Vuckic, do Newcastle United, teve um momento de saia justa nesta semana. O esloveno tuitou um selfie em um avião menos de 24 horas depois da queda do voo da Malaysia Airlines na Ucrânia, que matou as todas as pessoas que nele estavam, dois deles torcedores do clube inglês.

John Adler, de 63 anos, e Liam Sweeney, de 28, estavam no acidentado avião, e a caminho da pré-temporada que o Newcastle irá fazer na Nova Zelândia, e por isso causou desconforto no clube o fato de um jogador “comemorar” a ida para o país austral justamente dentro de uma aeronave.

“Nova Zelândia!!! Aì vamos nós! Pré-temporada! Hora de dormir”, foi o tweet do jogador de 21 anos.

Deletada a mensagem, ele postou outra em seguida: “Minhas desculpas se alguém ficou ofendido pela minha foto no avião. Não tive a intenção de ofender. Estamos pensando em John e em Liam #RIP”, escreveu.

Segundo o jornal Daily Mail publica neste sábado (19), até torcedores dos maiores rivais dos Toons, ou seja, do Sunderland, estão levantando doações para homenagear os mortos na tragédia.

O próprio Newcastle dedicou uma área em torno do estádio St. James Park, próxima à estátua de Sir Bobby Robson, para que seus torcedores também prestem suas homenagens.

No total, 298 pessoas perderam a vida no Boeing-777 de Malaysia Airlines que fazia a rota entre Amsterdã e Kuala Lumpur, ao ser supostamente derrubado por um míssil terrestre, segundo os serviços de inteligência dos Estados Unidos, que no entanto não puderam especificar a autoria do ataque. 

Sem mais artigos