O técnico da seleção brasileira feminina de handebol, o dinamarquês Morten Soubak, apontou a conquista do Mundial no último domingo (22), com uma vitória por 22 a 20 sobre a Sérvia na final, como o maior feito da história do país na modalidade.

“Este é outro grande passo para o handebol brasileiro, provavelmente o maior até agora. Estamos orgulhosos, também muito contentes, mas realmente mais orgulhosos que contentes”, declarou o treinador, à frente da seleção desde 2009.

Soubak enalteceu a capacidade de suas comandadas de jogarem sob a pressão de quase 20 mil torcedores, que lotaram a Kombank Arena para apoiar a equipe da casa.

“Jogamos em um ginásio fantástico, e embora fosse possível ouvir apenas alguns tímidos aplausos de apoio ao Brasil, a equipe foi capaz de conduzir muito bem a situação”, elogiou.

Quem também não escondeu a felicidade com a conquista foi a meia Duda, eleita melhor jogadora do Mundial, o que também representa um feito inédito para o handebol do país.

“Estou orgulhosa de fazer parte desta equipe. Tínhamos este sonho desde o início do torneio, e passo a passo fomos crescendo como equipe, porque acreditávamos que éramos capazes de brigar pelas medalhas, mas não ficar com o ouro”, comemorou.

Após título mundial, técnico comemora 'grande passo' do handebol brasileiro

Sem mais artigos