O atacante da Inter de Milão Samuel Eto’o demonstrou desejo de um dia ser técnico de seu país, Camarões, um objetivo que pretende alcançar assim que for substituído, segundo explicou em entrevista publicada hoje por “Le Parisien”.

“Ser técnico (de Camarões) é um dos meus desejos. No início da minha carreira tinha dois objetivos. Cumprir meus deveres como jogador na seleção e criar um centro para ensinar meninos. Alcancei os dois, agora espero que meus ‘jovens irmãos’ cheguem ao time nacional para eu poder sair de campo”, afirmou Eto’o.

O jogador, de férias em Paris – onde coincidiu com o velocista Usain Bolt -, reiterou que seguirá defendendo as cores de seu país “até que as pernas o permitam” e não quis buscar culpados pelo triste papel de Camarões na Copa da África do Sul, em que a equipe foi eliminada na primeira fase.

Para o atacante camaronês, Gana, o único país africano que chegou a fase de quartas de final representou “dignamente” a África no Mundial.

Atacante Samuel Eto'o quer ser técnico de Camarões

Sem mais artigos