Para trazer o melhor jogador do mundo de volta às quatro linhas, será preciso um plano entre três partes. Segundo matéria do diário espanhol Mundo Deportivo desta terça-feira (12), o próprio Messi, ao lado do Barcelona e da AFA, a Associação de Futebol Argentino, se juntaram e armaram um plano de recuperação do atleta que deve durar entre seis e oito semanas.

Com a ruptura do bíceps femoral da perna esquerda constatada, foram então pensados seis passos para que o camisa 10 volte sem pressa aos gramados, visando a temporada do Barcelona e, pouco mais à frente, a Copa do Mundo com sua seleção.

Veja abaixo:

Passo 1: Repouso de 15 dias
A ideia de iniciar o tratamento com repouso foi criada para que a ferida na lesão cicatrize. É esperado que Messi fique duas semanas de repouso alternado com sessões de gelo e extração de sangue na região afetada (para melhorar a cicatrização). Passo iniciado desde segunda-feira (11).

Passo 2: Continuar o tratamento na Argentina
Em dezembro, quando a cicatrização estiver completa, o jogador embarcará para seu país natal para continuar o processo. Lá, utilizará a infraestrutura da AFA em Buneos Aires para realizar fisioterapia.

Passo 3: “Desligar” para evitar ansiedade
Não é pelo fato de o Barcelona ter instalações e profissionais menos capazes que Messi irá para a Argentina. A questão psicológica aqui é colocada como mais importante. Se ele ficasse na Espanha com os companheiros, poderia ficar ansioso para voltar, já que veria todos treinando normalmente. Em Buenos Aires, ficará mais sozinho e terá tranquilidade.

Passo 4: Visitas do Doutor Pruna e de Paolorosso
Figuras importantes Barcelona, Doutor Pruna e Elvio Paolorosso trabalharão em conjunto com os especialistas da AFA para a saúde do craque. O médico e o preparador físico estarão na Argentina para ficar perto do jogador e coordenar o trabalho de recuperação e preparação

Passo 5: Minitemporada antes do retorno
Depois de concluída a fisioterapia, com a ferida curada e o músculo fortalecido, Messi terá uma espécie de pré-temporada. O intuito principal é que ele volte no pique dos outros jogadores do Barça e também que evite recaídas futuras

Passo 6: Sem pressão para retornar à equipe
O técnico Tata Martino já deixou claro que não quer apressar a volta de seu camisa 10, compartilhando a opinião com o técnico da Albiceleste, Alejandro Sabella. A ideia de ambos é que não haja pressa nenhuma para a volta ao campo.

Além dos passos acima, há também a possibilidade de o responsável pelo setor de fisioterapia no Barcelona, Juanjo Brau, viaje com o craque para a Argentina. Brau conhece muito a condição física de Messi.

Apesar de haver uma estimativa entre seis e oito semanas para o retorno, ninguém da AFA ou do Barça se arrisca a dar uma data concreta para que Leo volte a disputar uma partida oficial.

Neste período de praticamente dois meses, Messi perderá oito jogos do Barcelona. Quatro pelo Campeonato Espanhol (Granada, Athletic Bilbao, Villarreal e Getafe), dois pela Liga dos Campeões (Ajax e Celtic), além de mais dois pela Copa do Rei (ida e volta contra o Cartagena). Já pela seleção, o jogador perderá os amistosos ante Bósnia e Equador.

Sem mais artigos