O técnico Bernardinho afirmou neste domingo que a Rússia dominou o Brasil no aspecto físico e por isso conseguiu a virada na final do torneio de vôlei masculino dos Jogos Olímpicos de Londres.”Hoje a diferença foi realmente física, é o que foi preponderante. É um fato”, explicou

Bernardinho após a partida que terminou em 3 sets a 2 e relegou ao Brasil a medalha de prata.
“Sinto tristeza e frustração por estar perto e não ter conseguido”, afirmou o treinador, acrescentando que quando a Rússia passou a liderar o placar “perdeu o receio” e sacou mais forte, complicando o jogo dos brasileiros.

Sobre o futuro da seleção, Bernardinho destacou que a equipe tem novos jogadores que são “referências muito boas” e que suprirão bem os veteranos que sairão, como Giba, Serginho, Ricardinho e Rodrigão.

“O importante é manter a essência de dedicação, de trabalho e de dar importância à coletividade, ao grupo”, analisou Bernardinho que, no entanto, disse que ainda não sabe se segue à frente da seleção. 

Sem mais artigos