O presidente da Fifa, Joseph Blatter, garantiu nesta quinta-feira (27), durante o congresso da Uefa na cidade de Astaná, no Cazaquistão, que os problemas com as obras na Arena Corinthians, foram todos resolvidos e que o local está mesmo confirmado como sede da Copa do Mundo de 2014 e palco de abertura do Mundial. Direto, o dirigente tratou de colocar panos quentes no assunto e não citou as preocupações da entidade com o local.

“O problema do estádio de São Paulo está resolvido, e a partida de abertura entre Brasil e Croácia será disputada no local”, afirmou o dirigente, citando a partida entre Brasil e Croácia, marcada para o dia 12 de junho, em São Paulo.

Adiada para 15 abril, a entrega do estádio passa por diversos problemas desde o fim do ano passado, quando um dos guindastes que colocariam as peças de cobertura caiu na estrutura da arena. Além disso, houve problemas em relação ao financiamento junto ao BNDES, que foram resolvidos esta semana com a concessão  de crédito de R$ 260 milhões para finalizar a obra.

Blatter também relembrou os episódios que aconteceram na Copa das Confederações em 2013, envolvendo manifestantes e a polícia, e deixou claro que não quer uma repetição dos protestos durante a Copa do Mundo.

“Durante a Copa das Confederações, o futebol foi vítima do mal-estar social. Esperamos que não seja o caso na Copa do Mundo”, finalizou o dirigente.

Sem mais artigos