Raça, vontade e vibração. Essas três palavras resumem bem o que foi o Brasil na quarta rodada do vôlei masculino nas Olimpíadas de Londres. A cada ponto brasileiro, o levantador Bruninho gritava em direção a torcida, essa que lotou o ginásio londrino.

E foi nesse espírito que os brasileiros venceram por 3 sets a 2 os sérvios. Quando o assunto é pontuação, o grande destaque ficou por conta de Sidão, que marcou 15 pontos na partida, sendo seis de bloqueio.

O Brasil tomou susto logo na primeira parcial do jogo ao perder por 25 a 20. Mas no segundo, o time de Bernardinho massacrou os sérvios por 25 a 15.

Mas apesar do Brasil ter parecido se encontrar o duelo, o terceiro set foi para a equipe europeia. Com uma bela atuação de Nikola Kovacevic, os sérvios venceram por 25 a 20 novamente.

Pressionado precisando vencer, o Brasil mostrou muita vontade, principalmente com o jovem Wallace, e fechou o quarto set em 25 a 22. No tie-break, o levantador Bruninho era o retrato do que o Brasil poderia fazer.

Saindo correndo e gritando muito a cada ponto brasileiro, o levantador foi fundamental na vitória por 15 a 9. O mesmo se pode dizer de cada pancada de Murilo na quadra sérvia.

Agora, o Brasil chega aos oito pontos e se iguala a Rússia na segunda colocação do grupo B, dois pontos a menos que o líder EUA. Com a classificação já garantida, os brasileiros voltam à quadra contra a Alemanha. 

Brasil demonstra raça, vence Sérvia no tie-break do vôlei masculino e se classifica às quartas

Sem mais artigos