A seleção brasileira feminina de handebol iniciou sua campanha nos Jogos Olímpicos, neste sábado, mostrando que vai brigar forte por uma medalha, ao vencer a Croácia por 24 a 23, na Copper Box.

As meninas do Brasil mostraram muita maturidade ao saber conduzir o fim da partida em que ambas as equipes tinham várias atletas excluídas. Nos minutos finais, a seleção comandada pelo dinamarquês Morten Soubak, jogou sem a artilheira Eduarda Amorim.

Logo após a saída do destaque da equipe, as brasileiras chegaram a abrir vantagem de três gols (22 a 19), com dois gols de Alexandra, que assumiu a responsabilidade e conduziu a seleção à vitória, mesmo depois de um esboço de reação croata.

As brasileiras voltam a quadra nesta segunda-feira, enfrentando a seleção de Montenegro, às 15h30. Também fazem parte do grupo A, Angola, Rússia e Grã Bretanha.

O técnico da seleção brasileira feminina de handebol, o dinamarquês Morten Soubak, destacou o começo com pé direito da sua equipe, que venceu neste sábado a Croácia, por 24 a 23, na primeira rodada do grupo A.

“É muito importante começar com estes dois pontos, porque foi um jogo muito difícil, como o do último Mundial, onde ganhamos da mesma forma, só por um gol.

A vitória foi selada nos instantes finais, quando a equipe teve duas importantes atletas excluídas por faltas. “Estivemos treinando nas últimas semanas para enfrentar situações como esta. Todo esse trabalho teve seu prêmio”, afirmou Chana, goleira brasileira.

Brasil estreia com vitória convincente em cima da Croácia no handebol feminino

Sem mais artigos
Sair da versão mobile