<br>
O Campeonato Brasileiro de 2007 foi o quinto torneio disputado em pontos corridos. Desde 2003, quando o Cruzeiro se sagrou campeão, a discussão pela fórmula de disputa ainda causa polêmica. Alguns dizem que o campenato deste ano só não foi de todo sem graça por causa do avanço do Flamengo e da briga do Corinthians para não cair. Mas lá na frente não houve disputa, afinal o São Paulo disparou na liderança. Culpa dos pontos corridos?

Muitos torcedores reclamam que sentem falta do esquema "mata-mata", onde os 8 primeiros colocados se classificavam para uma disputa em 2 jogos. Quem perdesse, estava fora. Para o superintendente do São Paulo, Marco Aurélio Cunha, é contra essa tese. Para ele, a fórmula de pontos corridos é tão emocionante quando sua antecessora. "O Brasilerão deste ano foi um sucesso. O torcedor está vendo que toda partida é importante", diz.

O jornalista Mauro Beting, apesar de elogiar esta era dos pontos corridos, faz uma ressalva. "O final do torneio foi emocionante, mas em termos técnicos este foi o pior Brasileirão de todos os tempos."

Na visão de Beting, o grande destaque deste campeonato não foram os times nem nenhum jogador. "O sucesso do Brasilerão é mérito dos torcedores", opina o jornalista.

O ex-jogador Clodoaldo, campeão mundial com o Brasil em 1970, considera que tecnicamente este Brasileirão deixou a desejar, mas elogia o torneio. "O Flamengo surpreendeu, o Corinthians caiu e a briga pela Libertadores durou até a última rodada", afirma.

Opinião parecida tem o "Divino Mestre" Ademir da Guia. "Gostei muito deste campeonato. Quem a gente pensava que era favorito caiu, e alguns times surpreenderam no final, como o Flamengo", afirma o ex-jogador.

Marco Aurélio Cunha vê outras vantagens de se ter um campeonato por pontos corridos. "Os times estão se organizando. O Palmeiras, por exemplo, está montando um bom time. Flamengo e Santos, me parece, também aprenderam a jogar este tipo de campeonato", diz.

Para Cunha, o fato de o São Paulo ter sido campeão um mês antes do término do campeonato não é uma coisa ruim. "Se você olhar, é assim também na Europa. São poucos os times que dominam os torneios. É assim na França, na Espanha, na Itália", afirma o dirigente tricolor.

<b>Saiba mais:</b>
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/gatorade_esporte/nota.php?ID=22362>Torcida do Flamengo deu show à parte</a>

<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/gatorade_esporte/nota.php?ID=22447>E se o campeonato fosse no sistema mata-mata até os dias de hoje?</a>

<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/gatorade_esporte/nota.php?ID=22343>Times que caem costumam voltar mais fortes</a>

Sem mais artigos