Um dos principais nomes do vôlei brasileiro, o levantador Bruninho deixou de ser o “filho de Bernardinho” há muito tempo. Prova disso são os títulos conquistados pelo atleta nos últimos anos.

Apesar desse reconhecimento, o atleta, assim como resto do grupo, foi alvo de polêmica no Campeonato Mundial de Vôlei. Em entrevista ao Portal Virgula, o atleta explicou o que aconteceu, admitiu que o jogo contra a Bulgária foi diferente por não valer nada, mas negou a entrega de resultado.

“Naquele momento, a gente precisava poupar alguns jogadores, era um momento delicado, dali 36 horas a gente jogaria as quartas-de-final do Mundial, seria um jogo que valia tudo. De alguma maneira, a gente poupou alguns jogadores, mas em nenhum momento foi entregar o jogo ou não, mas é lógico que a gente não tava com a cabeça mesmo pronta para aquele jogo como um outro tipo de partida que valeria a vida”, disse o levantador.

Dono de um currículo com títulos de Mundiais, Copa do Mundo, Pan-Americano, Superligas, entre outras conquistas, o jogador comentou também sobre jogar fora do país, sobre a sua ingenuidade e as chances do seu clube, o Cimed, na próxima Superliga. Veja acima a entrevista na íntegra do jogador.

Sem mais artigos