<br> O treinador Caio Júnior do Palmeiras é mais do que um técnico. Ele é um colecionador de apelidos no Palmeiras. Sempre com um topete no cabelo e óculos estilosos, ele foi comparado a diversos personagens, como o mágico Harry Potter, personagem de J.K. Rowling; Milhouse, personagem nerd do desenho “Os Simpsons”; e Homem-Fluido, personagem do trio “Os Impossíveis”.

“Eu acho legal essas brincadeiras. São sadias. Às vezes, quando eu chego em um estádio que tem crianças, elas falam "Olha lá o Harry Potter". Eu levo na boa, até porque já vi montagens e confesso que achei bem parecido mesmo”, comenta Caio.

O treinador se diverte com os apelidos que recebe.

“Olha só, ele até está de verde. Mas eu não tenho esse pé estranho, nem esse cabelo armadão aí, não!”, fala sobre Harry Potter.

Quando trabalhava no Paraná, Caio Júnior confessa que tinha outro apelido.

“Lá no Paraná eles me chamavam de Tarcisinho, porque eu era muito arrumadinho, tipo Mauricinho. Acho que é porque eu sou vaidoso ou me pareço com o filho do Tarcísio Meira!”, diz o treinador.

No entanto, o técnico garante que as comparações ficam apenas na brincadeira, e que não tem poderes mágicos para levar o Palmeiras ao título ou à Libertadores caso o time não mantenha uma regularidade.

“Aí não tem jeito, não, mesmo que precisasse. Afinal, sou apenas ser humano”, encerra.

<b>Veja também:
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/novo/nota.php?ID=21000>Depois de Heverton, Timão acerta com palmeirense!</a>

Sem mais artigos