<br> Após o término da Copa do Mundo de futebol feminino, o presidente da FIFA, Joseph Blatter, elogiou a China e diz que o país poderá sediar o Mundial masculino de 2018.

“Se a China pode organizar os Jogos Olímpicos com 28 esportes, tem capacidade para organizar um bom Mundial”, diz o dirigente.

Ele elogiou a organização chinesa na Copa do Mundo feminina deste ano, quatro anos após ser eliminada como sede torneio por causa da grupe aviária. Naquele ano, a competição foi para os EUA.

Segundo o presidente da FIFA, o país tem uma boa candidatura, já que existe toda a infra-estrutura necessária, como transportes e capacidade de organização.

Embora a apresentação oficial de candidatura para a Copa de 2018 aconteça só daqui a três anos, a federação chinesa expressou o desejo de sediar o Mundial daqui 11 anos.

A FIFA ainda não decidiu se manterá o sistema de rotação de continentes para sediarem o torneio. Em 2010 só países africanos puderam participar da disputa, e a África do Sul venceu. Em 2014, o provável vencedor é o Brasil. Já para 2018, o próximo continente seria a Oceania. Como nenhum país dessa localidade parece estar preparado para receber o mundial, as chances da China aumentam.

Blatter disse que a delegação chinesa se reunirá brevemente na sede da FIFA em Zurique, na Suíça, para saber detalhadamente o que deve ser feito e estudar uma possível candidatura.

“Ainda não tomamos a decisão de usar o sistema de rotação ou se (em 2018) iremos abrir o mercado para que todos (os países) possam apresentar candidaturas”, afirma o presidente da entidade.

Blatter ainda afirmou que nos próximos meses será decidido que país irá ser sede de 2014.

“Antes do fim deste ano saberemos qual será o futuro do Mundial, assim que decidirmos (em outubro) se o Brasil pode organizar a Copa de 2014".

<b>Leia também:
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/novo/nota.php?ID=21317>Mundial feminino: brasileiras caem diante da Alemanha!</a>

Sem mais artigos