Segundo informação publicada na coluna “Gente Boa” desta terça-feira (06), do jornal carioca “O Globo”, a chuteira utilizada pelo sérvio Petkovic no histório gol de falta na final do Campeonato Carioca de 2001, que deu ao Flamengo o tricampeonato estadual, desapareceu. Marcado no dia 27 de maio, aos 43 minutos do segundo tempo, o tento da vitória por 3 a 1 diante do Vasco é um dos mais lembrados pelo torcedor flamenguista.

Com boa parte da memória do museu do Maracanã trancada em uma sala no Ginásio Maracanãzinho, enquanto o futuro das peças segue indefinido, artigos como a estátua de Zico, as antigas traves do estádio e até mesmo o busto de Mané Garrincha, seguem sob a guarda da Suderj (Superintendência de Desportos do Rio de Janeiro),  órgão estadual que administrava o estádio antes da privatização.

De acordo com a Suderj, a única peça que desapareceu foi o par de chuteiras de Pet. E o desaparecimento ocorreu na época em que o Maracanã estava sob responsabilidade da Fifa. Ou seja, durante a realização da Copa das Confederações.

Sem mais artigos