Uma confusão entre embalagens de energético e detergente quase causou uma tragédia durante uma competição de ciclismo na cidade de Rena, peto de Oslo, capital da Noruega, na última sexta-feira (29). Seis ciclistas que disputavam a prova tiveram que ser encaminhados ao hospital após ingerirem o produto de limpeza pensando que era bebida isotônica. A informação é do jornal norueguês Hamar Arbeiderblad.

De acordo com a publicação, o motivo da confusão é que os fabricantes do produto de limpeza haviam distribuída uma amostra grátis de seu produto para cada um dos atletas, juntamente com os números que eles utilizariam na corrida, momentos antes da prova.

Os seis ciclistas foram levados ao pronto-socorro mais próximo da cidade de Rena com suspeita de envenenamento. Após o ocorrido, a prova foi interrompida e sinais foram colocados nas embalagens dos produtos distribuídos no evento.

Buscando tranquilizar os competidores e espectadores, os organizados da prova entraram em contato com especialistas para saber a gravidade do caso e foram informados que a quantidade ingerida pelos atletas não foi perigosa.

“Imaginamos que era algo óbvio de que aquele rótulo mostraria que era um detergente, mas considerando o que aconteceu, vamos reavaliar se a rotulagem é boa o suficiente. O produto é rotulado de acordo com normas rígidas”, disse Anne Gjemdal, representante da assessoria de imprensa da empresa responsável pelo detergente. “Lamentamos profundamente que os atletas tenham pensado que o produto era uma bebida esportiva. Esperamos que os afetados estejam bem”, completou.

Sem mais artigos