O atacante francês Djibril Cissé anunciou que irá deixar o Panathinaikos, seu atual clube, no final da temporada. De acordo com o próprio jogador, os constantes atos de racismo contra ele foram o que o levou a tomar a decisão.

“Deixarei o clube no fim da temporada, isso é certo. Tenho sido vítima de insultos racistas, com torcedores imitando macacos”, revelou o jogador em entrevista publicada nesta segunda-feira no jornal ‘L’Équipe’, da França.

No último sábado, Djibril Cissé sofreu mais uma vez com esse problema. No clássico contra o Olympiacos, torcedores rivais repetiram os atos racistas.

“Eles levaram bananas infláveis para o estádio e as balançavam todas as vezes que eu tocava na bola”, afirmou Cissé.

Apesar da ótima fase do atacante, que fez 41 gols em 49 jogos do Campeonato Grego, o Panathinaikos não suportou e perdeu para o rival por 2 a 1.

Cissé anuncia que deixará futebol grego por não agüentar racismo local

Sem mais artigos