<br>O Comitê Olímpico Internacional (COI) quer derrubar, durante os Jogos Olímpicos deste ano, a censura aos sites que é feita na China, país que vai sediar o evento. "Insistimos que a internet tem que estar aberta durante todo o período de realização da Olimpíada", disse o vice-presidente da Comissão Coordenadora do COI em Pequim, Kevan Gosper.

A web é censurada na China, mas a capital Pequim já se comprometeu a dar total liberdade para os cerca de 30 mil jornalistas que cobrirão os Jogos. "Até agora, eles (os chineses) respeitaram todos os acordos que definem as obrigações da cidade-sede. Não vemos razão para que eles dêem um passo atrás agora", afirmou Gosper.

A China possui um departamento da polícia responsável apenas pela censura à web, no qual aproximadamente 30 mil funcionários vasculham a internet e censuras os endereços considerados "perigosos".

Sem mais artigos