<br> O Brasileirão 2008 terá seu início às 18h10 de hoje, com três partidas. A disputa desse ano é marcada pela ausência do Corinthians e um aparente equilíbrio entre os participantes.

<b>Palmeiras</b> e <b>Inter</b> são considerados pela maioria como os melhores elencos do país neste momento. <b>Flamengo</b> e <b>Cruzeiro</b>, antes dos fracassos pela Libertadores no meio de semana, tinham conceitos próximos a esse patamar.

<b>Fluminense</b> e <b>Botafogo</b>, apesar de não conseguirem fazer frente ao Flamengo no Campeonato Carioca, vêm de boas campanhas nos últimos anos e representam o renascimento do futebol do Rio de Janeiro, ainda pouco vencedor no Século XXI. Outro clube que decepcionou no estadual mas vem numa crescente é o <b>Santos</b>, embalado por boas atuações na Libertadores.

O <b>São Paulo</b>, atual bicampeão do torneio e sempre difícil de ser derrotado – mesmo com poucas vitórias convincentes neste ano – não pode ser descartado. Talvez esses oito já citados fechem o grupo hoje tido como em condições de brigar pelo título.

Dentre os menos cotados, mas que podem surpreender, merecem destaque o <b>Sport</b> (que assim como no ano passado teve um primeiro semestre animador, e agora só precisa manter a média no Brasileiro) e o <b>Coritiba</b> (de moral renovada com a conquista do Paranaense e a confirmação da permanência de Keirrison).

O rival <b>Atlético-PR</b> é até aqui a equipe mais irregular de 2008. Emendou uma sequência de 12 vitórias no início da temporada e chegou a empolgar em alguns momentos, mas depois deu diversas demonstrações de fraqueza, como a eliminação na Copa do Brasil para o Corinthians-AL.

Quem atualmente enfrenta o Corinthians-AL pela mesma competilção – e sem qualquer susto até aqui -, é o <b>Vasco</b>, merecidamente visto com desconfiança pelo elenco que formou, mas forte por sua camisa e agora reforçado pelo "traídor" Leandro Amaral – inegavelmente um dos melhores atacantes em atividade no país.

O <b>Atlético-MG</b> também impõe mais respeito pela tradição do que pelos jogadores que possui. A torcida espera uma campanha digna como presente para o centenário da equipe.

Há mais de um mês sem disputar uma partida oficial, o <b>Grêmio</b> é outro grande que vive um momento crítico. Reforços como Amaral, Makelele e Tcheco têm como objetivo remontar um time que teve momentos vencedores desde o rebaixamento para a Série B, no final de 2004.

Já <b>Goiás</b> e <b>Figueirense</b> são mais incógnitas do que nunca. Ambos os clubes firmaram-se na Série A graças a boas campanhas – com raras ameaças de rebaixamento, como a catarinense em 2005 e a goiana no ano passado – e são reconhecidos nacionalmente por sua estrutura e organização. Porém, mesmo sendo finalistas de seus estaduais (o Figueira, inclusive, sagrou-se campeão) os elencos parecem modestos para fazer algo mais do que figurar no meio da tabela ou brigar contra o rebaixamento.

O <b>Vitória</b> e o <b>Náutico</b> buscam se manter na elite e representar bem o Nordeste. Três times na primeira divisão não são o ideal, mas já mostram algum avanço, considerando que em 2005 o Fortaleza foi o único clube da região entre os 22 que disputaram a Série A naquele ano.

Completam a lista de participantes, a <b>Portuguesa</b> (sem grandes pretensões, porém motivada pelo fantástico ano de 2006 – em que subiu no Estadual e no Brasileiro -, além de vitórias em 2 clássicos no Paulistão deste ano) e o <b>Ipatinga</b> (rebaixado no Campeonato Mineiro após um rápido histórico de ascenção até o topo do futebol nacional e estadual. No entanto, já trouxe onze reforços e espera não terminar 2008 como o pior ano de sua curta história).

Confira os confrontos da primeira rodada:

Sábado, 10 de maio
18h10 São Paulo x Grêmio
18h10 Náutico-PE x Goiás
18h10 Vitória x Cruzeiro

Domingo, 11 de maio
16h00 Ipatinga-MG x Atlético-PR
16h00 Coritiba x Palmeiras
16h00 Internacional x Vasco
16h00 Botafogo x Sport
18h10 Atlético-MG x Fluminense
18h10 Flamengo x Santos
18h10 Portuguesa x Figueirense

Sem mais artigos