O lateral Filipe Luis afirmou nesta segunda-feira (19) que ele e toda a equipe do Atlético de Madrid estão confiantes para a disputa da Supercopa da Espanha contra o Barcelona, cujo jogo de ida acontecerá na próxima quarta (21), e admitiu que prefere que o atacante Neymar fique no banco de reservas do adversário.

“Será uma grande final, com dois grandes jogos, e vamos com a mesma expectativa da final da Copa do Rei para tentar iniciar bem a temporada. Este título é muito importante. Uma final em dois jogos perde um pouco do glamour e deixa o favorito mais favorito ainda, mas nós já demonstramos força. Nossa equipe está muito unida e sólida”, comentou o lateral, reserva da Seleção Brasileira na campanha do título da Copa das Confederações, em junho.

Na opinião de Filipe Luis, o time de Madri cresce em partidas decisivas e de mata-mata e por isso tem condições de levar a melhor contra o Barça em dois jogos.

“O Atlético é uma equipe copeira, tem muita força nas eliminatórias e nas finais, mas estamos falando de uma final muito complicada. Ninguém pensa que não somos capazes de vencer, todos acreditam que podemos, sempre ressaltando que temos pela frente o Barcelona e que eles são favoritos. Entraremos em campo com muita humildade tentando fazer história”, acrescentou.

O lateral enalteceu a força do Barça e destacou que a equipe, que já era uma das melhores do mundo, ficou ainda melhor depois da contratação de Neymar.

“O Barcelona tem o melhor jogador do mundo e ainda contratou Neymar. É um grande jogador, com o qual tive a oportunidade de conviver durante a Copa das Confederações. Vi seu grande potencial de perto e estou convencido de que será um dos melhores do mundo”, elogiou Filipe Luis, que quer que o companheiro de seleção não comece como titular nesta quarta.

“Para mim é melhor que Neymar seja reserva, mas é preciso levar em conta que Alexis e Pedro estão em bom momento. O Barcelona tem escolha. A cada ano que passa, sempre contrata jogadores muito caros par, inclusive, serem reservas. Vamos ter de estar muito concentrados”, salientou.

Sem mais artigos