Lucas Oil Stadium, casa do Indianópolis Colts, parece mais um castelo do que um estádio

Lucas Oil Stadium, casa do Indianópolis Colts, parece mais um castelo do que um estádio

Um dos esportes mais populares e organizados dos Estados Unidos, o futebol americano é também especialista em estádios modernos. Gigantes, impressionantes, aconchegantes, com serviços que funcionam muito bem e até mesmo com estruturas que fogem um pouco do senso comum do esporte, as arenas da NFL (Liga Nacional de Futebol Americano) apresentam, por exemplo, desde piscinas nas arquibancadas (clique aqui e relembre) até uma radical tirolesa, como acontece, em ambos os casos, no EverBank Field, casa do Jacksonville Jaguars. Ou seja, além de um rostinho bonito, os palcos americanos se adaptaram ao longo dos anos para serem, literalmente, multiusos, e aproveitamos para listar alguns exemplos claros dessa evolução.

“O templo de Lambeau Field”

Conhecido como um dos estádios mais famosos e históricos da NFL, o Lambeau Field, casa do Green Bay Packers, vai muito além de um local onde se pratica o futebol americano. Com Pub’s, restaurantes e museu, o estádio também é famoso pelo seu espaço gigantesco para realização de eventos, feiras e palestras, que mais parece um shopping center.

Inaugurado em 1957, o local passou por diversas reformas ao longo dos anos e hoje tem capacidade para receber mais de 73 mil torcedores por jogo. Palco do Super Bowl de 1967, o Lambeau Field chegou a um temperatura de -15 ºC e o evento ficou conhecido como Ice Bowl.

Clique aqui e conheça mais sobre o templo Lambeau Field

“Memorial de Soldier Field”

Projetado em 1919 e inaugurado cinco anos depois, o Soldier Field, casa do Chicago Bears, serve, além de palco das partidas da NFL, como Memorial aos soldados americanos mortos na guerra.

Palco de cinco jogos da Copa do Mundo de 94, o Soldier Field, assim como boa parte das arenas da NFL, também passou por uma grande reforma. Com capacidade atual para 61.500 torcedores, o estádio tem diversas suítes e salas para eventos comerciais. Além disso, o local tem um calendário anual com eventos internos e externos que vão além do futebol americano, como partidas de futebol, provas de ciclismo no South Parking Lot Festival Area e festas no espaço Parkland.

Conheça mais detalhes do estádio clicando aqui

“O palco M&T Bank Stadium”

Um dos estádios mais imponentes da NFL, o M&T Bank Stadium, casa do Baltimore Ravens, é famoso por seus grandes shows. Com capacidade para mais de 70 mil torcedores, o local divide seu calendário anual entre jogos de futebol americano e apresentações de estrelas da música.

Outros eventos também são muito requisitados no estádio. Desde casamento até festas de aniversário, a casa do Ravens, e seus luxuosos camarotes, também é a residência do seu torcedor.

Clique aqui e conheça mais detalhes da casa dos Ravens

“A igreja Lucas Oil Stadium”

Não, não se trata do Templo de Salomão, muito menos de qualquer igreja gigantesca. O Lucas Oil Stadium, casa do Indianapolis Colts, se destaca inicialmente por sua arquitetura fantástica.

Inaugurado em 2008 e com capacidade para 70.000 torcedores, o estádio coberto é uma espécie de centro de compras para o fã de NFL. Com lojas, restaurantes, bares e até estúdio panorâmico e com vista para o gramado, o local vai muito além de uma “simples” arena de futebol americano.

Clique aqui e conheça mais sobre o gigantesco Lucas Oil Stadium

“AT&T Satadium, o gigante Indoor”

Um dos estádios com o maior teto retrátil do mundo, o AT&T Stadium, casa do Dallas Cowboys, não impressiona somente por sua beleza e gigantismo. Com capacidade para 80 mil pessoas, podendo chegar a 111 mil quando adaptado para eventos especiais em que o gramado é ocupado, o local possui dezenas de camarotes, espaços diretos  ao gramado e arquibancadas panorâmicas.

Além da NFL, o estádio, que custou US$ 1.3 bilhão, recebe anualmente o Cottow Bowl Classic (NCAA) e o Cowboys Classic (NCAA), e já foi palco do All-Star Game da NBA, levando quase 110 mil pessoas.

Palco de algumas baladas internas e eventos de empresas, o AT&T Stadium tem o maior telão de alta definição do mundo.

Clique aqui e conheça outros detalhes da casa dos Cowboys

“O ‘simples’ Sports Authority Field at Mile High”

Casa do Denver Broncos e também do Colorado Rapids, time de futebol que disputa da MLS, o Sports Authority Field at Mile High é um dos estádios classificados como simples para os padrões da NFL. Com suítes executivas para convidados, camarotes personalizados, museu sobre as franquias e espaços interativos para o torcedor, o local também tem um amplo espaço externo, que é usado comercialmente pela equipe para atrair o seu torcedor.

Inaugurado em 2001, o Mile High, como o torcedor gosta de chamar, tem capacidade para 76.125 torcedores e parece um mar laranja em dia de jogos do Denver Broncos na NFL.

Clique aqui e dê um passeio pela casa dos Broncos

“O navio pirata Raymond James Stadium”

Casa do Tampa Bay Buccaneers, o Raymond James Stadium é um dos mais tradicionais palcos da NFL. O local, que recebeu duas edições do Super Bowl (XXXV e XLIII), tem um navio pirata (símbolo dos Buccaneers) em uma das arquibancadas. A cada touchdown marcado, seus canhões disparam seis vezes e levam os torcedores à loucura.

Além do sucesso com os torcedores do futebol americano, o estádio, que é cercado por camarotes modernos e panorâmicos, também é famoso por receber eventos de corrida, rallys, festas e partidas de futebol com mando de campo do Tampa Bay Mutiny.

Conheça mais detalhes do navio pirata dos Buccaneers clicando aqui

“O ensurdecedor CenturyLink Field”

Estádio do Seattle Seahawks, atual campeão do Super Bowl, o CenturyLink Field é, literalmente, uma das maiores panelas de pressão da NFL. Arena desenhada em formato que valoriza a acústica das arquibancadas, o local ficou marcado em dezembro de 2013 com o recorde de estádio mais barulhento do mundo, com 137.6 decibéis atingidos. O número chegou a ser superado pela torcida do Kansas City Chiefs esse ano, com 143 decibéis, mas a pressão do local continua enorme.

Com uma arquibancada móvel atrás de uma das end zones, o estádio é facilmente adaptado para todo tipo de evento, podendo aumentar sua capacidade de 67 mil espectadores dependendo do que nele acontecer. Esta parte de estrutura temporária, alias, deixa os fãs que visitam a casa dos Seahawks com a vista complementada pelo horizonte da cidade de Seattle.

Veja mais detalhes do CenturyLink Field clicando aqui

“Arrowhead Ostentação Stadium”

Inaugurado em 1972, o Arrowhead Stadium, casa do Kansas City Chiefs, pode ser considerado um dos estádios da NFL com os camarotes mais modernos e amplos. Reformado entre 2007 e 2010, o local passou a ter um espaço especial com três andares e seis suítes privativas, que pertence a Clark Hunt, dono da franquia, que volta e meia convida seus amigos para acompanhar os jogos de futebol americano do seu sofá.

Já para o torcedor ‘convencional’, estão reservados restaurantes de luxo e espaços especiais com bares e longues personalizados com as cores da equipe da NFL.

Palco de cinco edições do Super Bowl, o estádio tem capacidade atual para 76.416 torcedores, passou a ter grama natural a partir do ano de 1994 e até casamento comunitário já recebeu.

Clique aqui e conheça mais detalhes da casa dos Chiefs

“O imponente MB Superdome”

Estádio da NFL que mais recebeu edições do Super Bowl (sete no total), o Mercedes-Benz Superdome é o maior exemplo de arena multiuso dos Estados Unidos. Palco de partidas de basquete, lutas de WWE, jogos de futebol e duelos incríveis da NFL, o estádio indoor ficou mundialmente conhecido com o Furacão Katrina, servindo de abrigo para milhares de desabrigados em 2005.

Apesar de ter resistido ao ventos fortes e aos estragos feitos pelo fenômeno natural, o estádio teve que ser interditado para reparar os danos. Com capacidade para 73.208 torcedores, a casa do New Orleans Saints recebe desde concertos musicais até cultos evangélicos em grande escala.

Suítes, camarotes, salas especiais  e espaços para eventos comerciais estão espalhadas pelo gigantesco estádio fechado que fica localizado no centro financeiro de New Orleans.

Clique aqui e conheça mais sobre o MB Superdome

Com apenas dez estádios citados acima, dos 32 que existem na NFL, podemos ter uma ideia do quando os americanos levam a comercialização do seu esporte a sério. Recentemente, doze novas arenas foram construídas/reformadas para a disputa da Copa do Mundo de 2014. Responda rápido: qual delas teria uma administração capaz de repetir o sucesso de qualquer uma das casas de franquias do futebol americano lembradas na matéria?

Sem mais artigos