Vivendo um dos momentos mais tensos da sua história, o Cruzeiro terá de lutar contra um tabu no Campeonato Brasileiro se não quiser acabar o domingo na Série B.

Na história do principal torneio nacional, em quatro oportunidades um time acabou rebaixado oito anos depois de faturar o título, número que pode aumentar com o Cruzeiro.

O primeiro a começar o histórico negativo dos campeões foi o Coritiba. Após a conquista de 1985, o time paranaense acabou rebaixado para a segunda divisão em 1993.

Na sequência, o Palmeiras sentiu o mesmo gosto amargo. Campeão nacional em 1994, o clube alviverde teve de lidar com o rebaixamento para a Série B em 2002.

Dois anos depois, o Grêmio teve de passar por situação semelhante. Em 2004, o time gaúcho foi rebaixado para a Série B como lanterna do Brasileirão exatamente oito anos depois do título de 1996 ante a Portuguesa.

O Vasco, que luta pelo título esse ano, foi o último a passar por essa incomoda situação. O time faturou a Copa João Havelange em 2000 e caiu para a Série B em 2008.

Agora, o Cruzeiro, que teve um dos maiores anos da sua história em 2003 com a tríplice coroa, pode aumentar o grupo dos rebaixados após oito anos de título.

Para permanecer na Série A do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro depende apenas de uma vitória contra o rival Atlético Mineiro. Caso perca, o clube terá de torcer por tropeços de Ceará e Atlético-PR ante Bahia e Coritiba, respectivamente.

Cruzeiro luta contra a "síndrome dos oito anos" para permanecer na Série A

Sem mais artigos