<br>O Cruzeiro está de braços abertos para a volta do goleiro Dida. Quem afirma isso é o diretor de futebol do clube, Eduardo Maluf, que nega qualquer mal-estar pela saída do atleta em 1998.

"Na época, era a primeira vez que um jogador ia à Justiça contra o Cruzeiro, mas o Dida foi um ídolo da torcida e as portas do clube estão abertas para ele. Não vejo problema algum em tê-lo novamente na equipe", explicou o dirigente ao <i>globoesporte.com</i>

Encostado no Milan, o arqueiro é apontado como substituto de Fábio, atual camisa 1 da Raposa, que deve ir para a Europa no meio do ano.

<b>LEIA TAMBÉM:</b>
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/novo/nota.php?ID=25202>Jorge Wagner continua sendo dúvida para pegar o Flu</a>

Sem mais artigos