Os deputados que fazem parte da Comissão Especial criada pelo Congresso para discutir a Lei Geral da Copa do Mundo de 2014 terão, na próxima segunda-feira, um importante encontro, em São Paulo, com Jerome Valcke, secretário-geral da Fifa, e Ricardo Teixeira, presidente da CBF, com o objetivo de tirar dúvidas sobre pontos polêmicos que foram incluídos na lista de desejos da entidade máxima do futebol mundial.

Isso não significa, aponta José Maria Trindade, dispensa de uma audiência pública na quarta-feira, em Brasília, que discutirá pontos como o fim da meia-entrada, a liberação do álcool nos estádios e a exclusão de qualquer responsabilidade da Fifa no caso de problemas com torcedores. Um dos maiores críticos da entidade, o ex-atacante e atual deputado Romário (PSB-RJ) acredita que, do modo como está, a Lei Geral da Copa não será aprovado por seus pares.

Sem mais artigos