O Sporting de Lisboa assinou com o japonês Junya Tanaka no mês passado, mas o próprio atacante revelou não ser muito conhecido. Seja pela torcida, seja pelo clube que lhe ofereceu um contrato de cinco temporadas. De acordo com o jogador, seus vídeos no YouTube foram fundamentais para sua ida ao time da capital portuguesa.

“Sou um atacante que tem no remate, e no remate de longa distância, a característica mais importante. Acho que os vídeos do YouTube resumem bem o meu estilo. No YouTube eu sou um fenômeno e acredito que os olheiros do Sporting viram esses vídeos antes de me contratar”, disse à revista japonesa Soccer Digest.

Tanaka, porém, ainda não fez nenhum gol com a nova camisa. Mesmo porque só jogou alguns minutos de uma partida pelo Campeonato Português. Ainda assim, os torcedores gostaram do que viram. Para o atleta, a barreira da língua é um dos desafios mais difíceis para vencer neste primeiro contato que vem tendo com o futebol português. Desprender-se da barreira de ser desconhecido em Portugal fica em segundo plano.

“Estou bem neste contato inicial, danço no vestiário, canto e entro nas brincadeiras. Vou jantar com os companheiros de equipe. O problema é quando temos de falar a sério. O relacionamento a partir daí torna-se difícil. Mas estudo todos os dias para aprender português”, contou o japonês que, pelo menos, já fez amizade com o atacante egípcio Shikabala (foto abaixo).

 

Se foi mesmo por intermédio do YouTube que os olheiros do Leão de Alvalade souberam de Tanaka, então alguma razão tiveram. Em seus seis anos de Kashiwa Reysol, marcou belos gols, como você pode ver no vídeo abaixo. Tem vários gols de primeira, à la Bebeto, e outros da forma como ele mesmo explicou que gosta, em chutes de longe.

Sem mais artigos