<br> Os erros da arbitragem na derrota do Palmeiras por 2 a 1 para o Internacional ainda estão entalados na garganta dos dirigentes do clube paulista. Wágner Tardelli, árbitro da partida, foi criticado e o STJD também não foi poupado. O órgão foi acusado de favorecer o Flamengo, que já garantiu uma vaga na Copa Libertadores 2008.

O vice-presidente de futebol do Palmeiras, Gilberto Cipullo, lembra que o STJD liberou a torcida do Flamengo para assistir o jogo contra o Atlético-PR, após o clube ter perdido o mando de campo. Ao mesmo tempo, o Tribunal rejeitou o pedido para julgar Valdivia antes do jogo contra o Inter.

“Há dois anos o STJD não concedia efeito suspensivo no Campeonato Brasileiro, quando de repente abriram exceção para o Flamengo. O julgamento do Valdivia, que deveria ser realizado nesta semana, também não aconteceu”, afirma o dirigente, que ainda reclamou muito do gol anulado pelo árbitro Wágner Tardelli e de outros erros que aconteceram no Beira-Rio.

“Não vou tirar o mérito da vitória do Inter, que foi brilhante e competente dentro de campo. Mas, diante de tudo o que vimos, fica mais do que claro: o Palmeiras foi prejudicado, e os erros da arbitragem contribuíram diretamente no resultado da partida”, completa o dirigente do Palmeiras, que precisa vencer, no Palestra Itália, o Atlético-MG no domingo (2), para garantir vaga na Libertadores.

<b>Veja também:
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/gatorade_esporte/nota.php?ID=22243>Dunga convoca a seleção olímpica!</a>

Sem mais artigos