O sérvio Novak Djokovic venceu neste domingo (13) em uma final bastante disputada o argentino Juan Martín del Potro por 6-1, 3-6 e 7-6 (3), em duas horas e 32 minutos, e ganhou pelo segundo ano consecutivo o Masters 1000 de Xangai.

O jogador sérvio, que venceu na semana passada o torneio de Pequim, fechou o giro asiático da ATP, assim como fez em 2012, de forma triunfal.

Este é o quinto título neste ano de Djokovic, que venceu antes o Aberto da Austrália, Dubai, Monte Carlo e Pequim. Seu próximo torneio será o Masters 1000 de Paris-Bercy, onde o espanhol David Ferrer defende o título.

No primeiro set, todo o poderio que Del Potro, que venceu nas semifinais o espanhol Rafael Nadal, diluiu-se frente a Djokovic e o argentino foi uma sombra de si mesmo. Toda a força que exibiu 24 horas antes contra Nadal se transformou em erros e falta de solidez e confiança em seu serviço.

Mas no segundo set, Del Potro recuperou a confiança, voltou a sacar de forma demolidora e a dominar as ações com sua direita, mudando completamente o panorama da partida.

A igualdade predominou no terceiro set, no qual o argentino salvou dois match points no décimo game e o jogo só foi decidido no tie-break, quando finalmente Djokovic conseguiu se impor.

Com a vitória de hoje, o atual número dois do mundo está há 12 jogos sem perder. O sérvio faturou um prêmio de US$ 729.725, enquanto o argentino ganhou a metade desse valor.

Sem mais artigos